Preço médio do gás de cozinha chega R$ 150 e revendedores parcelam botijão em até dez vezes - MACAUBENSE LIFE

Agora

Post Top Ad

segunda-feira, 14 de março de 2022

Preço médio do gás de cozinha chega R$ 150 e revendedores parcelam botijão em até dez vezes


O último aumento da Petrobras não atingiu apenas os usuários de carro, mas também as famílias brasileiras que utilizam o gás de cozinha, cujo aumento foi de 16,1%, fazendo com que o preço médio chegue em R$ 150.

Diante do novo cenário, os revendedores estão parcelando o valor do botijão em até dez vezes no cartão de crédito, revela Robson Carneiro dos Santos, presidente do Sergás (Sindicato das Empresas Revendedoras de Gás).

De acordo com Carneiro, o reajuste do preço do botijão pegou todo mundo de surpresa. Por conta disso, o sindicalista afirma que, até agora, não houve grande procura.

"Estamos nos reinventando. Hoje a gente vende o gás parcelado, em seis vezes, ou em até dez vezes no cartão. É absurdo, uma coisa que você tem que usar de 30 em 30 dias", afirma Santos.

Segundo levantamento feito pela Agência Nacional do Petróleo (ANP), o valor médio do botijão no Brasil era de R$ 102,42 entre os dias 6 e 12 de março. O valor mínimo estava em R$ 78 e o máximo em R$ 140.

No estado de São Paulo, o botijão chegava a custar R$ 100,04 e, na capital paulista, R$ 97,09.

Por fim, cabe destacar que o aumento no gás de cozinha foi constante desde 2021, isso para acompanhar as cotações do mercado internacional de petróleo, política adotada pelos governos Michel Temer (2016-18) e Bolsonaro (2019-atual).

Nenhum comentário:

Postar um comentário